Elizeu Nascimento participa de simpósio sobre expansão e desafios das escolas militares em MT

As escolas militares Tiradentes obtiveram as melhores notas entre os colégios públicos situados no estado de Mato Grosso

Foto: ELIEL TENORIO PEREIRA

Debates sobre questões técnicas, administrativas e pedagógicas das escolas militares situadas no estado de Mato Grosso foram os temas discutidos por palestrantes, membros da Polícia Militar, da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), autoridades e especialistas no assunto, durante o simpósio ‘Escola Estadual Militar Tiradentes – Expansão pelo Interior do Estado: Conquistas, Avanços e Desafios’,  que aconteceu na manhã de segunda-feira (1º) no auditório Licínio Monteiro, na Assembleia Legislativa de Cuiabá.

A tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Márcia Amarilio da Cunha Silva, subsecretária de Fomento as Escolas Cívico-Militares do Ministério da Educação, falou sobre o tema: ‘Caminhos a serem trilhados para interiorização das escolas cívico-militares’. “A população deseja esse modelo de educação, que têm como um dos objetivos, transformar a perspectiva de vida das nossas crianças”, disse a subsecretária.

O deputado Elizeu Nascimento, que foi um dos palestrantes no evento, defendeu a ampliação das unidades escolares. “Meus filhos estudaram na Escola Estadual Militar Tiradentes. Eu sei da qualidade e da importância dessa instituição, e também da necessidade de ampliação para outras cidades do estado, por esse motivo já fiz mais de 10 indicações pedindo a implantação desse modelo de educação em diversos municípios do interior e a expansão na capital” falou o parlamentar.

Na avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017, as escolas militares Tiradentes obtiveram as melhores notas entre as escolas públicas de Mato Grosso. A unidade de Confresa obteve a maior nota, 6.7. Já as unidades de Juara, Nova Mutum e Sorriso alcançaram 6.5 pontos.

A Tiradentes de Cuiabá, com 5.9, foi a melhor nota entre todas as unidades da rede estadual de ensino localizada na capital. A escola de Lucas do Rio Verde não participou da avaliação. O resultado do Ideb de 2018 ainda não foi divulgado pelo Ministério da Educação.

A secretária estadual de Educação, professora Marioneide Angélica Kliemaschewsk, reconhece a importância das escolas militares, mas disse que neste momento não é possível a expansão das instituições para outras cidades. “O governo do estado não tem condições financeiras para ampliar o número de unidades escolares”, explicou a secretária.

Mato Grosso tem sete escolas militares em funcionamento, seis da Polícia Militar e uma do Corpo de Bombeiros. As unidades da PM estão sediadas em Cuiabá, Nova Mutum, Confresa, Sorriso, Lucas do Rio Verde e Juara. Já a do Corpo de Bombeiros, fica em Alta Floresta.

Ainda sem previsão para inauguração, a Escola Estadual Militar Tiradentes Major PM Ernestino Veríssimo da Silva, situada no município de Rondonópolis (210 km ao sul de Cuiabá), deverá atender 180 alunos.

Fonte: GABRIELA BOMDESPACHO VON EYE / Gabinete do deputado Elizeu Nascimento

Compartilhe este post!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤ por go7.site