Agora é lei, inativos da segurança pública passam a ser chamados de veteranos   

Paralítico, preguiçoso; paralisado; que não realiza atividades pelo excesso de preguiça e ineficaz são algumas das conotações pejorativas que a palavra inativo possui

Foto Fablicio Rodrigues/ AL

A Lei Nº 11.083 de autoria do deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), sancionada no dia 14 de janeiro de 2020, pelo governador Mauro Mendes, estabelece que os aposentados das forças de segurança pública do Estado de Mato Grosso sejam chamados de “veteranos”. 

A lei é o resultado de inúmeros apelos das categorias que compõem a segurança pública, ao parlamentar, que se sentem constrangidos ao serem denominados de servidores inativos. 

Na língua portuguesa a palavra inativo possui diversas conotações, todas com definições pejorativas, entre elas estão: paralítico, preguiçoso; paralisado; que não funciona, que trabalha lentamente; que não realiza atividades pelo excesso de preguiça: empregado inativo, ineficaz; sem ação e outras.

De acordo com o parlamentar, as definições para veteranos, que são: experimentados, ladinos, maduros, sazonados, antigos no serviço militar, que exerce há muito tempo um cargo, função ou profissão é mais honrosa e condizente com a realidade. 

“Após anos de serviços prestados à segurança pública, arriscando suas vidas em prol da sociedade, os servidores militares e civis do Estado, quando aposentados,  deixam um legado que exige respeito. Para alguns, a lei pode parecer uma bobagem, mas para aqueles que um dia estiveram acordados enquanto muitos dormiam, é importante”, afirma o parlamentar.   

Por Gabriela Bomdespacho Von Eye 

Compartilhe este post!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Com muito ❤️️ por GO7.SITE

⚙️